Quanto custa uma franquia: entenda como funciona o investimento em franquias, quanto custa e como se planejar para abrir uma.

By Leave a comment
Quanto-custa-uma-franquia

Uma das perguntas mais frequentes das pessoas que pensam em investir em franquias é a seguinte: “quanto custa?”. A resposta vai depender de uma série de variáveis, como tamanho (área) do ponto comercial, localização do ponto comercial; necessidade de equipamentos específicos; estoque inicial (volume e condições de pagamento), por exemplo.

É importante entender claramente o modelo de negócio, bem como fazer um planejamento de custos completo de maneira a identificar a viabilidade do investimento e tempo de retorno. Entenda melhor a respeito acompanhando os tópicos abaixo:

O modelo de negócio

Franquias representam um modelo de negócio testado, portanto, o risco para o empreendedor é menor, já que quem vai investir pode analisar o histórico de desempenho da marca. Em contrapartida, a franquia, como modelo de negócio, possui um padrão que deve ser seguido – algumas redes tem mais flexibilidade e outras trabalham com um modelo mais definido que possui até fornecedores obrigatórios. É importante entender como a marca que você está escolhendo trabalha e como isso vai impactar nos seus investimentos e na sua gestão.

Como funciona o investimento inicial em franquias

O investimento inicial também varia dependendo da franquia. Faça um levantamento de todos os itens necessários para a abertura, questionando a franqueadora em relação a:

  • Taxa de Franquia
  • Ponto comercial
  • Constituição da Empresa
  • Equipamentos
  • Licenças
  • Projetos
  • Obras
  • Mobiliário
  • Decoração
  • Inauguração
  • Estoque Inicial
  • Capital de Giro

Como dissemos, o valor de cada um desses itens pode variar bastante dependendo do caso. Portanto, é indispensável que o franqueado entenda com exatidão o que cada gasto irá significar na estruturação do negócio. Faça perguntas como: o que o custo das obras cobre? Eu vou pagar só pelo material ou pelo trabalho dos profissionais também? Posso escolher meu mestre de obras?

Nesse sentido, o empreendedor também deve saber pontualmente as condições de pagamento, quando terá que desembolsar dinheiro para arcar com cada custo e se há chance de variação nos valores estipulados. Aproveite e questione também a possibilidade de negociar os valores e não se esqueça de indagar se os fornecedores são preestabelecidos.

Além dos investimentos iniciais, o que levar em consideração ao abrir uma franquia?

Se pesquisar nas tabelas do Portal de Franchising, poderá notar que a variação de preço entre franquias pode ser substancial. Normalmente, marcas que têm maior faturamento e maior retorno, têm a necessidade de investimento maior. É importante entender se o investimento cabe no seu bolso e sempre levar em consideração o risco de o negócio ter um desempenho abaixo do esperado.

Algumas dicas valiosas:

Reforçando: atenção ao modelo de negócio

  • Como já citado, é essencial que o empreendedor entenda bem o modelo de negócios. Quais são as responsabilidades do franqueado? E da franqueadora? Quais os parâmetros que precisam ser seguidos?

Antes de tomar a decisão de investir, pesquise!

  • Nada melhor do que conversar com os atuais franqueados da marca selecionada, pois eles podem dar uma visão mais próxima dos resultados futuros do seu investimento.
  • Faça um levantamento de dados sobre o segmento, a marca, o mercado.

Faça um plano de negócio

  • Peça à franqueadora para ajudar no planejamento: você deve fazer um plano de negócios e estimar o fluxo de caixa esperado (pelo menos para o primeiro ano) levando em consideração desempenhos históricos de franqueados.
  • Conte sempre com a possibilidade de ter que se manter sem retirar dinheiro do negócio por pelo menos seis meses.
  • É imprescindível consultar a franqueadora sobre qual é o ponto de equilíbrio e qual o tempo previsto até atingí-lo, além do valor total a ser desembolsado.
  • Veja com a franqueadora quanto tempo leva desde a assinatura do contrato até a inauguração.

Entenda como funcionam os financiamentos para franquias

  • Alguns bancos oferecem linhas de financiamento especiais para franquias, procure saber se a sua região tem bancos de fomento. Normalmente essas instituições possuem taxas de financiamento muito atrativas.
  • Importante consultar a franqueadora para saber qual a política em relação a utilizar financiamento para abrir a franquia.

Nesse post você descobriu os fatores que afetam o valor de investimento em franquias, o que é preciso considerar além dos custos totais para abrir uma unidade e como você deve se planejar para investir em franquias.

Quer saber ainda mais sobre o segmento? Ficou interessado em abrir uma franquia? Converse com a gente!

CTA-ABRIR-FRANQUIA

Post anterior
Próximo post

Leave a Reply

Your email address will not be published.