Como descobrir qual é a melhor franquia para investir?

By Leave a comment
Melhor franquia para investir

Descubra o que você deve considerar para escolher a franquia ideal

Depois de muitas pesquisas, é chegado o momento de escolher qual é a melhor franquia para investir entre as disponíveis, e sempre há uma certa apreensão na decisão final. Afinal, é com a rede escolhida que você irá gerenciar um negócio que pode trazer novas perspectivas para os próximos anos.

É como um casamento: a franqueadora escolhida será a sua parceira, nos momentos alegres e difíceis. O que considerar na hora de tomar essa decisão? Continue lendo e descubra!

Avalie o suporte que irá receber da franqueadora

De um modo geral, os franqueados procuram as franquias que possam oferecer suporte operacional para que a unidade repita o modelo de sucesso da marca. A tabela a seguir mostra uma lista de subsídios que costumam ser oferecidos:

1. Suporte na seleção e negociação do ponto comercial

O ideal é poder contar com a experiência de uma franqueadora que dê apoio nessa questão, principalmente se a negociação envolver um shopping.

2. Projeto de arquitetura e de visual merchandising

Tal subsídio é um tanto padrão entre as franqueadoras. É interessante contar com indicações em relação a fornecedores para executar a obra.

3. Consultoria de campo

O Consultor de Campo não só é especialista em analisar o desempenho das lojas, quanto conhece os detalhes da operação. Existe a possibilidade de contratar um Consultor externo, porém, o ideal é poder contar com um colaborador da própria franqueadora, pois ele conseguirá dar os caminhos mais assertivos na indicação de tamanho de estoque inicial, quais produtos vendem mais, etc. Ou seja, contar com esse profissional minimizará erros na operação, podendo acelerar o tempo de break even.

4. Apoio na implantação da franquia

Você irá perceber que algumas franqueadoras estarão mais presentes na implementação do que outras. Portanto, procure sondar com qual frequência e com quais profissionais a franqueadora irá lhe fornecer suporte durante a operação.

5. Manual de operação da franquia

Esse manual irá detalhar todos os aspectos operacionais do funcionamento da franquia. Estude o documento minuciosamente! Nele você vai encontrar todos os processos detalhados, desde informações de produção, pagamentos, impostos, etc.

6. Manual do franqueado

É o documento que agrupa todo o know how da empresa franqueadora para operação e gestão de uma unidade franqueada. Em geral, o Manual do Franqueado contempla informações institucionais da empresa, planejamento para implantação da unidade, gestão de pessoas, trademarketing, gestão de estoques e insumos, gestão do negócio e atendimento ao cliente.

7. Treinamento prático e teórico

Existem franqueadoras que desenvolvem programas de treinamento para garantir uma melhoria constante na operação. Algumas franqueadoras chegam até a oferecer treinamentos específicos para donos de franquias e para funcionários, assim como de onboarding (no momento da abertura) e de reciclagem (para manter a padronização na qualidade da operação).

8. Suporte na contratação da equipe

Normalmente, a franqueadora indica qual o perfil de funcionário que deverá ser contratado para seguir e manter a cultura da empresa.

Analise o investimento e o prazo de retorno

O candidato a franqueado deve estar atento ao investimento inicial porque muitos consideram no cálculo apenas o valor da taxa de franquia e das obras. Entretanto, o montante a ser investido inclui também outros custos. Os principais são:

  • Taxa de franquia
  • Capital de giro
  • Abertura de empresa
  • Projetos
  • Aquisição do ponto comercial
  • Obra civil
  • Marcenaria
  • Custos de ocupação pré operacional
  • Licenças e equipamentos
  • Decoração e inauguração
  • Estoque inicial
  • Custos adicionais

Embora não faça parte do primeiro investimento, é importante que o franqueado separe uma quantia ou mantenha uma fonte de renda alternativa, caso o ROI demore a acontecer. É uma medida de precaução.

Pergunte sobre a média de payback da empresa – faturamento mensal, margem de lucro estimada e ticket médio também – para fazer seu cálculo.

Observe as perspectivas de crescimento

Essa é uma medida básica, em especial para os que se preocupam muito com a margem de risco do empreendimento. Você pode conferir por sua conta as tendências do mercado e quais segmentos apresentam bom rendimento, a despeito da crise econômica. Por exemplo, o setor de calçados e acessórios pessoais teve a maior variação de faturamento entre os anos de 2014 e 2015, com 12%.

Ademais, a franqueadora também deve informar ao empreendedor uma estimativa de crescimento médio de vendas. A medição deve se basear no resultado aferido pelos franqueados e é interessante que o cálculo considere prazos longos – três ou mais anos, de modo a avaliar se o crescimento é constante. Você também pode pesquisar pelas franquias premiadas por publicações especializadas, como a do portal “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”.

Converse com franqueados

Converse com as pessoas que tiveram ou mantém relação com a marca para validar as informações que a franquia forneceu. Você obtém os contatos via Circular de Oferta de Franquia – COF – ou visitando as unidades. Aproveite o momento para tirar a prova dos nove e conferir se a propaganda da rede franqueadora é verdadeira.

Agora você tem mais ferramentas para descobrir a melhor franquia para investir. Acompanhe o nosso blog para conferir mais posts sobre o assunto!

Como abrir franquia com sucesso

Post anterior
Próximo post

Leave a Reply

Your email address will not be published.