7 perguntas que você deve fazer ANTES de comprar uma franquia

By Leave a comment
7 perguntas que você deve fazer ANTES de comprar uma franquia

Você já estudou o mercado, planejou o seu orçamento e decidiu em qual segmento vai investir. Agora é o momento de escolher qual é a melhor franquia entre as opções postas à mesa. É com a rede escolhida que você irá gerenciar um negócio que pode lhe trazer novas perspectivas para os próximos anos.

É crucial não deixar passar nenhuma questão sobre como se desenrolará a parte administrativa, financeira e operacional. Questione desde o investimento total e o tempo para colocar a franquia em funcionamento até o fornecimento de produtos. Afinal, é você que estará à frente do negócio.

Para encerrar sua insegurança, confira 7 perguntas que você deve fazer antes de abrir uma franquia.

1) Quanto você pode investir para comprar uma franquia?

A primeira pergunta que você deve fazer é para si mesmo. Há dinheiro para investir? Seja sincero. Confira as suas economias e descubra com exatidão o quanto você tem para cobrir o investimento requisitado pela franquia que lhe interessa. Lembre-se que o investimento total não se resume à taxa de franquia e ao valor inicial: ele deve incluir também uma quantia para gastos de emergência e para suprir despesas inesperadas sem ser surpreendido.

A dica é montar uma planilha, colocando o total que você tem disponível e todas as despesas que serão necessárias. Insira um adicional para custos extras, faça o cálculo e descubra se você está preparado financeiramente para ser um franqueado da marca que você se interessou.

2) Qual o treinamento oferecido pela rede franqueadora?

Nem todas as franquias cobram participação em treinamentos. No entanto, essa etapa pode ser importante para que o empreendimento não demore a engrenar. O franqueado dominará mais rápido o sistema de gestão fornecido pela empresa e a equipe também ficará pronta para a ação. As melhores franquias ministram seções completas de treinamento e dão suporte completo ao franqueado.

3) Como será cobrada a taxa de royalties?

Não existe uma legislação específica para regular o sistema de cobrança de royalties. Algumas empresas optam por estabelecer um percentual sobre o faturamento ou lucro, outras por um valor fixo e existem também as que cobram em cima do fornecimento de produtos às unidades.

Saiba mais em: Royalties de Franquias: entenda como funcionam os diferentes modelos de cobrança e como descobrir o melhor custo-benefício para você.

Da mesma forma que não existe um modelo único, não dá para escolher qual é a forma mais vantajosa indiscriminadamente. Irá depender do modelo de negócio e dos seus rendimentos. A explicação sobre a taxa de royalties e outras equações financeiras devem constar na Circular de Oferta de Franquia.

4) Qual a experiência da rede franqueada?

Apure há quanto tempo a franqueadora está no ramo, pesquise sobre a empresa e busque dados sobre taxa de mortalidade das franquias, plano de expansão, quantidade de unidades abertas.

5) O fornecimento será feito pela franqueadora?

Essa situação é mais comum nas marcas cujos itens comercializados tem um design, acabamento ou produção desenvolvidos de forma conceitual, especialmente para a empresa. É importante deixar claro esse tópico porque as marcas que trabalham dessa forma cobram, em sua maioria, os royalties baseado nas vendas para o estoque dos franqueados. Isso pode ser um facilitador, porque o processo de abastecimento de produtos ocorre em via direta.

6) Qual a média de retorno financeiro do empreendimento?

Peça todas as informações que estiverem disponíveis sobre média de faturamento, expectativas de crescimento, média do payback, a margem de lucro estimada e o que mais for necessário para fazer uma projeção embasada dos rendimentos.

7) Qual, de fato, será o suporte oferecido pela franqueadora?

Essa pergunta envolve todo o apoio operacional e administrativo que será concedido pela rede franqueadora. É importante que a franquia responda ao menos a essas dúvidas: Haverá suporte na escolha e na negociação do ponto de vendas? Qual será a minha responsabilidade no processo das obras? Quando terei acesso ao manual de operações da franquia? Qual será a participação da franqueadora na gestão da unidade?

O ideal é que o apoio da franquia seja suficiente para você construir as bases do negócio e ter a chance de desenvolver o seu lado empreendedor, diminuir o risco do investimento e alcançar bons resultados o quanto antes.

A Outer., por exemplo, é uma franquia premiada que responde a essas perguntas, cumpre com todos esses requisitos e oferece os métodos mais avançados de gestão.

Ficou interessado? Conheça a Outer. mais de perto!

Como abrir franquia com sucesso

Post anterior
Próximo post

Leave a Reply

Your email address will not be published.